"Marielle Franco é um exemplo extraordinário para todos e todas"

Qual a figura e o acontecimento do ano 2018? A opinião de Daniela Nascimento, da Universidade de Coimbra.

Personalidade do ano 2018: Marielle Franco

Pelo exemplo que deixou da luta contra a opressão, injustiça e desigualdade num Brasil a atravessar uma profunda crise - também de identidade - e pelo facto de ter deixado um legado extraordinário não apenas no Brasil mas em todo o mundo em matéria de luta pelo reconhecimento de direitos, liberdades e garantias de todos e de todas, independentemente do sexo, cor ou identidade sexual.

O facto de constar da Maratona de Cartas da Amnistia Internacional deste ano (é a primeira vez que uma carta retrata alguém que já não se encontra vivo), mostra bem quão fundamental foi e continua a ser o seu papel, em vida e depois de assassinada, na luta pela justiça e contra a impunidade. Sem dúvida um exemplo extraordinário para todos e todas.

Acontecimento do ano 2018: aniversário dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Apesar de poder ser considerado mais um aniversário, considero que estes 70 anos são uma data que merece ser assinalada e sublinhada pelo papel fundamental e fundador que este documento teve e continua a ter para a promoção dos direitos humanos. E é exatamente por vivermos num contexto internacional marcado por tantas e tão flagrantes e sistemáticas violações desses mesmos direitos humanos em todo o mundo, que celebrar estes 70 anos ganha uma importância ainda mais significativa. Não só porque nos obriga a recuar no tempo e a (re)lembrar as conquistas fundamentais em matéria de promoção de direitos humanos que foram possíveis a partir de 1948, mas também a ter mais consciência dos desafios extraordinários que ainda se colocam nesta matéria e que fazem com que a DUDH continue a ser considerada por muitos como um pilar fundamental do sistema de proteção universal dos Direitos Humanos.

A constatação de que se a DUDH fosse apresentada hoje provavelmente não teria a aceitação nem a aprovação que teve a 10 de dezembro de 1948 num contexto de total novidade no que aos DH dizia respeito, deve, portanto, fazer-nos repensar o valor que atribuímos à mesma, independentemente das suas fragilidades e limitações práticas.

Académicos da área das relações internacionais, eurodeputados, jornalistas experientes em matéria de política internacional, correspondentes no estrangeiro e diretores de órgãos de comunicação social votaram na figura e acontecimento do ano.

Leia ainda as escolhas e opiniões dos membros do Painel TSF .

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados