Menor esteve desaparecida quatro anos. Foi encontrada numa tribo a 200 quilómetros de casa

Após uma longa investigação, as autoridades australianas localizaram com sucesso Layla Leisha a mais de 200 quilómetros do local de onde desapareceu.

A Polícia australiana encontrou uma menina desaparecida desde 2014. Layla Leisha, agora com 11 anos, foi localizada a mais de 200 quilómetros da cidade de onde desapareceu há quatro anos. A menina estava inserida numa comunidade aborígene, em Woorabinda, segundo a imprensa australiana, que adiantou que a menina já está com a família.

Em comunicado, a polícia confirma que encontrou a menor mas não revelou detalhes sobre o seu estado de saúde e sobre em que circunstância passou os últimos quatro anos.

Citado pelo "The Mourning Bulletin", um especialista em recuperação de crianças vê agora com preocupação o futuro de Layla.

"Ela não vai à escola e mal sabe ler ou escrever. Há preocupações reais com a sua segurança e bem-estar", disse Col Chapman, que se dedicou ao caso no último ano.

O pai acreditava que a criança tinha sido levada por uma rede de pedofilia, que envolvia as autoridades e altas individualidades.

Todos os anos na Austrália são dadas como desaparecidas mais cerca de 38 mil pessoas e nem todos os casos terminam com um final feliz, como o de Layla.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de