Não há portugueses entre as vítimas dos dois atentados

O secretário de Estado das Comunidades diz que não há portugueses nos atentados da Turquia e da Costa do Marfim.

José Luís Carneiro afirma que a embaixada de Portugal na capital turca contactou os 50 portugueses que estão inscritos na missão diplomática e que todos estão bem. Relativamente a turistas, que normalmente não se inscrevem nas embaixadas, não chegou, até agora, qualquer solicitação.

À TSF, o secretário de Estado das Comunidades diz que em relação à Costa do Marfim, um português que se encontrava no país a representar uma empresa já foi contactado e está bem. Os portugueses que se encontravam em Bassam, cidade onde ocorreu o atentado, já estão na capital Abidjan.

José Luís Carneiro diz que não há portugueses entre as vítimas destes atentados.

00:0000:00

José Luís Carneiro disse ainda que o governo vai continuar a acompanhar a situação naqueles dois países e apelou a "todos os portugueses que saem do país para que procedam à sua inscrição consular por forma a poderem ter o apoio das autoridades consulares e diplomáticas".

O secretário de Estado apela aos portugueses que saem do país para que se inscrevam nos consulados.

00:0000:00

Na Costa do Marfim, a organização terrorista Al-Qaeda no Magrebe islâmico reivindicou o ataque à estância balnear Grand-Bassam, que matou 14 civis.
No ataque morreram 22 pessoas, entre elas 14 civis, dois militares e seis atacantes, segundo o balanço oficial divulgado pela presidência do país.

Pelo menos 32 pessoas morreram e 125 ficaram feridas na forte explosão registada hoje no centro de Ancara, na capital da Turquia, segundo uma nova atualização do número de vítimas feita pelas autoridades turcas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de