Roubou pelo menos 322 milhões de euros. Governo gambiano acusa ex-Presidente

O Ministro da Justiça da Gâmbia acusa o antigo Presidente de desviar fundos do país e comprar vários aviões e carros de luxo. O ex-governante ainda não se pronunciou.

Yahya Jammeh, ex-Presidente da Gâmbia, roubou pelo menos 322 milhões de euros dos cofres públicos ao longo dos 22 anos que esteve no poder. A acusação foi feita pelo atual ministro da Justiça gambiano, depois de uma investigação que durou dois anos a completar.

A Gâmbia procura agora reaver parte do dinheiro que o Presidente desviou para fora do país. Até agora o Governo conseguiu vender vários aviões e carros Rolls Royce que tinham o nome de Jammeh gravado.

Yahya Jammeh, que esteve no poder entre 2004 e 2017, vive no exílio na Guiné Equatorial, e não se pronunciou ainda sobre a acusação.

A dívida da Gâmbia é 130% do PIB e o FMI já avisou o país que não deve contrair mais empréstimos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de