"Trump sai reforçado das eleições intercalares com perspetivas de reeleição"

Qual a figura e o acontecimento do ano 2018? A opinião de Ana Isabel Xavier, do Centro de Estudos Internacionais do ISCTE.

Figura do ano: Donald Trump. Protagonizou os grandes momentos da política internacional mesmo que apenas para consumo interno - cimeira de Singapura, G7, clima, NATO, encontro com Putin, encontro com presidente chinês, caravana de migrantes, retirada unilateral do acordo com Irão, ofensiva síria... - e ainda sai reforçado das eleições intercalares com perspetivas de reeleição.

Acontecimento do ano: reaproximação e desnuclearização das Coreias. Muitos poderão considerar que os avanços não foram significativos e que tudo fica no plano simbólico, mas eu relevo desde logo a cimeira de 27 de abril, a primeira entre os dois países desde 2007 e na fronteira desmilitarizada onde algumas posições de princípio acabaram por ter relevo na cimeira de setembro entre os dois líderes. A tensão diminuiu, mesmo que a desnuclearização ainda não seja efetiva e mesmo que muitos questionem a firme determinação de ambos na suspensão de todos os mísseis antibalísticos.

Académicos da área das relações internacionais, eurodeputados, jornalistas experientes em matéria de política internacional, correspondentes no estrangeiro e diretores de órgãos de comunicação social votaram na figura e acontecimento do ano.

Leia ainda as escolhas e opiniões dos membros do Painel TSF .

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados