"Uma porta" da Catalunha em Lisboa

Abre hoje, oficialmente, a delegação da Generalitat da Catalunha em Portugal.

O conselheiro de Assuntos Exteriores, Relações Institucionais e Transparência da Catalunha, Raül Romeva, está em Lisboa para inaugurar aquilo que considera ser a "porta da Catalunha em Portugal".

"Do ponto de vista económico, recordo que Portugal é o país onde há mais empresas catalãs; do ponto de vista comercial Portugal é o quarto país para onde a Catalunha mais exporta; do ponto de vista Cultural as relações são importantes nas artes plásticas, cénicas. Literatura e cinema são todos elementos que merecem a nossa atenção e portanto uma delegação é uma Porta", sublinha Raül Romeva em declarações à TSF.

Raül Romeva explica que a Catalunha quer uma Porta de entrada em Portugal

00:0000:00

Confrontada com esta iniciativa o Ministério dos Negócios estrangeiros disse, em resposta escrita, que "o único interlocutor do Estado português nas relações bilaterais com Espanha é o Estado espanhol, representado em Lisboa exclusivamente pela Embaixada de Espanha".

Mas, Raül Romeva, apesar de não assumir a existência de relações bilaterais admite que "as relações têm sido muito boas. A relação com o cônsul de Portugal em Barcelona é excelente, temos, há muito tempo vínculos estabelecidos. As relações com as instituições são boas a todos os níveis. Mas, no quadro da União Europeia existem relações que são intergovernamentais entre os estados o que não é incompatível com o objetivo da Catalunha independente, de forma democrática pacifica e limpa do ponto de vista jurídico".

Raül Romeva fala em boas relações com a diplomacia portuguesa

00:0000:00

Em relação a esta matéria, o político catalão adianta "que a Catalunha quer ser um estado é algo que todos conhecem e sabem a nossa vontade enquanto governo que o nosso desejo é sermos um Estado".

A Generalitat da Catalunha já tem delegações em Londres, Paris, Bruxelas, Roma, Viena, Berlim e Washington.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de