Parques de Sintra eleita Melhor Empresa do Mundo em Conservação pelo 7.º ano consecutivo

Empresa portuguesa era a única europeia nomeada para a categoria.

A Parques de Sintra, empresa gestora do Parque e Palácio Nacional da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d'Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre, venceu pelo sétimo ano consecutivo o World Travel Award de Melhor Empresa do Mundo em Conservação.

Na cerimónia que decorreu esta quinta-feira, na Royal Opera House de Mascate, a empresa foi distinguida com o prémio que reconhece a eficácia na gestão dos valores patrimoniais. A empresa portuguesa foi, também, a única entidade europeia nomeada nesta categoria.

Os World Travel Awards procuram reconhecer, premiar e celebrar a excelência no turismo e a votação é realizada pelo público em geral e por profissionais do Turismo. A presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, Sofia Cruz, sublinha que a empresa se sente honrada pelo prémio "no âmbito da conservação, da recuperação e do restauro dos parques e monumentos" sob gestão da Parques de Sintra.

"Esta nova distinção constitui um importante estímulo para continuarmos a levar a cabo a nossa missão com o padrão de exigência que nos tem permitido alcançar estes e outros reputados galardões. Por outro lado, motiva-nos a partilhar o know-how que vimos adquirindo, nomeadamente com a comunidade científica, desenvolvendo sinergias que nos permitam alcançar novos conhecimentos e ultrapassar os desafios que a gestão do valioso património que temos a nosso cargo coloca. Esta será uma forte aposta num futuro próximo", garante.

Entre os projetos levados a cabo pela Parques de Sintra destaca-se o de recuperação do Convento dos Capuchos, que será disponibilizado ao público em 2020.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados