Região dos Vinhos Verdes adota procedimento original de prevenção contra o Covid-19

A medida previne a eventual propagação do coronavírus.

A Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) colocou em prática um processo original, que se insere no âmbito das medidas de prevenção contra o novo coronavírus.

A solução encontrada pela entidade sediada no Porto facilita o envio de amostras dos produtores para análise laboratorial e dos selos de garantia através dos CTT,

Uma medida que dispensa os contactos diretos no ciclo de procedimentos habituais e que exigem presença dos agentes económicos da Região dos Vinhos Verdes.

Nesse sentido, cada produtor, após ter preparado as amostras para posterior análise laboratorial, solicita a respetiva recolha no site da CVRVV.

Um estafeta faz a recolha e encarrega-se da respetiva entrega no prazo máximo de 24 horas.

Uma vez concluído todo o processo de certificação e dada luz verde para conclusão do processo de certificação, os selos necessários para o engarrafamento são enviados, diretamente, para a adega do produtor no prazo máximo de 24 horas.

O presidente da CVRVV, Manuel Pinheiro, justifica esta medida de modo pragmático: "devemos encontrar soluções para evitar o problema que marca a atualidade e, neste caso, fazemo-lo com base na promoção da eficácia dos procedimentos, comodidade dos nossos produtores e a prevenção adequada em matéria de saúde pública".

Recorde-se que a CVRVV é a entidade responsável pela certificação e promoção do Vinho Verde, registando uma receção de cerca de cinco mil amostras por ano para análise laboratorial.

Uma medida que otimiza procedimentos e previne a eventual propagação do coronavírus.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de