Soalheiro lança garrafa mais leve e amiga do ambiente

Um produtor que alia tradição - é a primeira marca de vinho Alvarinho de Melgaço - e modernidade, lança a referência Clássico em garrafa moderna, amiga do ambiente, mais leve e prática para colocar no frigorífico. O Soalheiro continua a inovar com irreverência.

Uma garrafa com novo formato e menos 19 por cento de vidro, redução que se traduz na redução da pegada carbónica, e de mais fácil armazenamento é a mais recente inovação do Soalheiro, o produtor de vinho Alvarinho que, em 1995, lançou o primeiro espumante da mais setentrional sub-região dos Vinhos Verdes.

Empenhado em prosseguir uma ambiciosa estratégia de sustentabilidade, que tem 90 por cento das referências do vasto e diversificado portefólio como objetivo a curto prazo, o Soalheiro reinventou um formato mais sustentável para a tradicional garrafa alta e esguia, que passou a ser fabricada em Portugal em exclusivo para o produtor de Melgaço.

Desse modo, as emissões de carbono passam a ser mais reduzidas de modo particularmente significativo, na produção e transporte, ou seja, quase 8,5 vezes o impacto no transporte das garrafas desde o centro da Europa até à renovada e ampliada adega em Alvarede (Melgaço), a primeira em Portugal a receber, em 2019, a certificação IDI (Investigação, Desenvolvimento, Inovação).

Desse modo, cerca de 90 por cento das garrafas Soalheiro vão ter este novo formato, até finais deste ano, o que permitirá uma poupança anual estimada em cerca de 56 toneladas de vidro.

A diminuição da pegada ecológica não se limitará às garrafas, uma vez que as embalagens foram redesenhadas para reduzir em cerca de 39 por cento o consumo de cartão, produzido a partir de florestas com gestão certificada FSC.

A nova caixa, com capacidade para seis garrafas tem a vantagem de ser reutilizada como garrafeira.

O Clássico 2020, um Alvarinho com bom potencial de guarda, em que sobressaem a mineralidade, frescura, notas de muita fruta e volume - ideal para beber como aperitivo ou para acompanhar pratos de marisco, peixe ou carnes de aves - é o primeiro vinho a lançar a ser lançado na nova garrafa, em que se destaca a gravação de Soalheiro no vidro.

Sustentabilidade é objetivo primordial

Neste caminhar determinado para reduzir de modo significativo o impacto no meio ambiente, Luís Cerdeira, enólogo e líder do projeto familiar Soalheiro, em parceria com a irmã Maria João e a mãe Palmira, sublinha que "o nosso compromisso com a sustentabilidade é muito mais do que uma resposta a uma clara emergência climática e de preservação do planeta. Faz parte da nossa natureza, enquanto produtores que vivem da terra, protegê-la".

O resultado desse empenho foi a dupla certificação ambiental - da atividade do produtor e biológica de todas as vinhas da quinta - bem como a recente instalação de uma cobertura vegetal na adega, que trará uma poupança energética estimada de 26 por cento ao ano.

"A certificação biológica das vinhas permitiu um aumento da biodiversidade nas parcelas e o desenvolvimento de vinhos naturais bio", refere Maria João Cerdeira, responsável pela viticultura do Soalheiro, sublinhando a consciência coletiva existente na empresa, como fator relevante na obtenção da certificação ambiental

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de