Tony Martins é o Cozinheiro do Ano

Tony Martins conquistou o galardão de Cozinheiro do Ano ao impor-se na final do mais antigo concurso nacional de cozinha para profissionais, realizada na Escola de Hotelaria do Estoril.

Aos 35 anos, Tony Martins o chefe de cozinha do grupo Jase Hotels & Resorts no Porto levou a melhor após seis horas de competição, na decisiva prova.

Nesta 31.ª edição da iniciativa organizada pelas Edições do Gosto, os seis finalistas tinham de apresentar um menu constituído por sopa, um prato de peixe e outro de carne e sobremesa.

O júri, presidido por António Bóia (JNcquoi), foi composto por nomes conceituados do universo gastronómico -- os chefs António Loureiro (A Cozinha), Dieter Koschina (Vila Joya), Henrique Sá-Pessoa (Alma), Paulo Pinto e Ricardo Cruz, vencedor da última edição -- elegeu como vencedora a sopa caramela de Tony Martins, que apresentou linguado, bivalves, percebes e coentros como prato de peixe e frango assado e arroz de miúdos na opção de carne. A finalizar, pudim de Clarissas, citrinos e limonete.

Nos lugres de honra classificaram-se Cristina Fernandes (38 anos), cozinheira do restaurante lisboeta Àlma, no 2.º lugar, e Marco Almeida (30 anos), subchefe de cozinha do hotel Quinta das Lágrimas, na 3.ª posição.

Em paralelo, foram atribuídos mais dois prémios, ambos conquistados por Cristina Fernandes: Melhor harmonização com cerveja Damm-leitão, vegetais e trigo - e Inovação Helmut Ziebell com a sopa de funcho, gaiado e bolo do caco.

De referir que, desde 1990, ano do arranque do concurso criado pela Inter Magazine, já conquistaram o título de Cozinheiro do Ano, entre outros, Henrique Sá-Pessoa, Vítor Matos, António Loureiro, João Rodrigues e Luís Gaspar,

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de