Economia

Fundador da cadeia sueca IKEA morre aos 91 anos

O fundador da cadeia de lojas IKEA, Feodor Ingvar Kamprad, morreu aos 91 anos, na sua casa em Småland, na Suécia, informou hoje a empresa.

Feodor Ingvar Kamprad morreu no sábado rodeado dos familiares, depois de uma "curta doença", adianta o grupo económico em comunicado.

"Estamos a honrar a perda do nosso fundador e querido amigo Ingvar. O seu legado será admirado por muitos anos e a sua ideia de criar um dia a dia melhor para a grande maioria [da população] continuará a guiar-nos e a inspirar-nos", afirmou o presidente do grupo IKEA, Jesper Brodin.

O fundador do grupo IKEA, uma das 500 pessoas mais ricas do mundo, segundo a revista Forbes, começou do zero aquela que é agora a maior cadeia mundial de mobiliário e acessórios para a casa, ao associar ao desenho nórdico a capacidade para gerar eficiência e poupança.

Além de mobiliário, acessórios e têxteis para a casa, muitas das lojas IKEA também apresentam um espaço de supermercado, principalmente com produtos nórdicos, assim como restaurante e café.

Em Portugal, existem cinco lojas da cadeia sueca, em Alfragide e Loures (distrito de Lisboa), Braga, Matosinhos (Porto) e Loulé, no Algarve.

O grupo tem 403 lojas em 49 países, 14 das quais abertas no ano passado, 149 mil funcionários e, no último ano fiscal, terminado a 31 de agosto de 2017, as vendas atingiram 36,3 mil milhões de euros enquanto o lucro foi de 2,5 milhões de euros, menos 40% na comparação anual.