Presidente da Fed diz que economia enfrenta incerteza crescente

Washington, 25 jun 2019 (Lusa) - O presidente da Reserva Federal (Fed) afirmou hoje que as perspetivas económicas se tornaram mais sombrias desde o início de maio, com a incerteza crescente a levar o banco central a reavaliar a evolução das taxas de juro.

Jerome Powell, que falava num evento em Nova Iorque, afirmou que a Fed analisa agora se as incertezas em relação ao comércio e ao crescimento global vão continuar a pressionar as perspetivas, exigindo ação.

O presidente da Fed não se comprometeu com uma descida das taxas de juro, mas disse que o banco central está a seguir de perto a evolução dos dados e está preparado para "agir de forma apropriada a apoiar a expansão".

Powell sublinhou ainda que "é importante não reagir exageradamente a curto prazo".

Na semana passada, o banco central norte-americano deixou as taxas de juro inalteradas entre 2,25% e 2,5% e Powell já tinha advertido nessa ocasião que aumentou a incerteza devido a conflitos comerciais e a um enfraquecimento da economia mundial, argumentos favoráveis a uma política monetária mais flexível.

Muitos economistas têm antecipado que a Fed pode decidir baixar os juros na sua próxima reunião a 30 e 31 de julho.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados