A terra de ninguém em Chipre (em imagens)

Para lá da "Linha Verde", no interior da zona tampão controlada pela ONU em Chipre, o tempo parou. Casas e ruas abandonadas com sinais da guerra, um aeroporto sem vida e muito sinais do conflito que divide a ilha há quatro décadas.

Neil Hall, da Reuters, teve de obter uma autorização especial para passar para lá da Linha Verde e fazer estas fotografias sempre acompanhado de um observador das Nações Unidas.

Contudo, segundo conta num blog no site da Reuters, o fotógrafo foi várias vezes incomodado por polícias e soldados no interior da zona tampão e chegou mesmo a ser interrogado pela patrulha da ONU.

A zona tampão que divide a parte controlada pelos cipriotas-gregos e a dominada pelos cipriotas-turcos tem 180 quilómetros de comprimento e ocupa cerca de três por cento da ilha de Chipre.

Controlada pelos "capacetes azuis" da ONU, a zona tampão foi criada na sequência da escalada do conflito entre gregos e turcos na ilha em 1974 e ainda subsiste 40 anos depois.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de