Arquitectura

A obra de Oscar Niemeyer (em imagens)

No dia em que a arquitetura mundial ficou mais pobre, com a morte de Oscar Niemeyer, aos 104 anos, a TSF recorda algumas das mais de 600 obras que deixou espalhadas pelo mundo e que vão marcar para sempre a história da arquitetura moderna.

"Arquitetura é meu jeito de expressar meus ideais: ser simples, criar um mundo igualitário para todos, olhar as pessoas com otimismo", disse Oscar Niemeyer, que depois de quase um mês de internamento, num hospital do Rio de Janeiro, acabou por falecer, esta quarta-feira, a poucos dias de completar 105 anos.

Em 1988, Niemeyer foi distinguido com o Pritzker de Arquitetura pelo seu projeto para a Catedral de Brasília, capital brasileira, e, dez anos depois, em 1998, recebeu a Medalha de Ouro do RIBA ( Royal Institute of British Architects).

Nesta galeria recordamos algumas das obras que marcaram o seu percurso e que desenhava pela sua atração pela "curva livre e sensual" que, dizia Niemeyer, encontrava "nas montanhas" do seu país, "no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida".

"Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai são as curvas de que é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein", revelou um dia o arquiteto brasileiro.

Um trabalho de Ana Lemos

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.