Caminito del Rey

Um vertiginoso passeio (em imagens)

Estende-se por três km este que alguns consideram o caminho mais assustador do mundo. Esteve fechado perto de três anos, agora vai voltar a receber visitas.

"El Caminito del Rey" é uma passagem cravada nas paredes dos desfiladeiros de Chorro e Gaitanejo, a norte de Málaga, na Espanha.

PUB

A construção, concluída em 1905, foi feita enquanto era construída uma hidro-elétrica no rio Guadalhorce. Os trabalhadores necessitavam de uma passagem que cruzasse os desfiladeiros para o transporte de materiais, vigilância e manutenção do canal.

Em 1921 o rei Afonso XIII teve que cruzar o "Caminito" para a inauguração da Represa Conde del Guadalhorce, e desde então a rota passou a ser conhecida por seu nome atual.

Entretanto, o abandono e a falta de manutenção fizeram com que a estrutura da estrada ficasse comprometida, causando até o desmoronamento de algumas das etapas. Por esse motivo, "El Caminito del Rey" é o ponto favorito dos muitos que procuram emoções fortes.

Após a morte de quatro turistas em dois acidentes ocorridos em 1999 e 2000, o governo local fechou as entradas. No entanto, os aventureiros encontraram meios de entrar no local.

Em junho de 2011 o governo da comunidade autônoma da Andaluzia em conjunto com o governo provincial de Málaga acordaram em dividir os custos de um projeto de restauração do caminho (que inclui a construção de um estacionamento, um centro de visitantes e um museu) no valor de euro9 milhões.

O projeto, agora concluído, abrirá ao público no fim de março .Várias das características originais foram mantidas, e os novos materiais utilizados também respeitaram o desenho antigo original. O projeto também inclui iluminação por lâmpadas led para visitas noturnas.

No último fim de semana, realizou-se uma primeira visita para a imprensa. No grupo seguiu um fotografo da agência Reuters. São dele as imagens que compõe esta galeria.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.