A cidade que nunca dorme ficou às escuras por causa de um cabo

O apagão deste sábado em Nova Iorque teve origem num cabo defeituoso.

A empresa de energia Con Edison, responsável pelo apagão que afetou no sábado mais de 73 mil clientes em Nova Iorque, anunciou hoje que o problema foi causado por um cabo de distribuição defeituoso que o sistema não isolou.

Em comunicado, a empresa refere que "os sistemas de transmissão não isolaram um cabo de distribuição de 13.000 volts defeituoso", situado numa instalação na Rua 64 e na Avenida de West End, na zona oeste de Manhattan.

Este dado contradiz a informação adiantada no domingo pela Con Edison numa primeira conferência de imprensa após o apagão, na qual o diretor da companhia na cidade norte-americana de Nova Iorque, Tim Crawley, afirmou que o cabo da Rua 64, que provocou uma forte fumarada, não era a causa do incidente.

"Com base na nossa experiência nos sistemas de transmissão e de distribuição, pensámos inicialmente que o cabo de 13.000 volts não estava relacionado com a interrupção da eletricidade", adiantou a Con Edison.

"Ainda que o cabo tenha sido o passo que o iniciou, o apagão foi o resultado da falha dos sistemas de proteção da transmissão", acrescenta o comunicado.

O apagão, que ocorreu às 20h00 de sábado (01h00 de domingo em Lisboa), além de afetar o funcionamento normal do metro, deixou muitos cidadãos presos em elevadores e até mesmo parte da movimentada Times Square ficou às escuras.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados