Aborto nos EUA. Veja no mapa que estados o permitem e os que ainda vão decidir

Supremo Tribunal dos EUA revoga decisão que vigorava desde 1973. Presidente Joe Biden diz que a saúde das mulheres "está em risco".

O Supremo Tribunal dos EUA revogou a decisão do processo "Roe vs. Wade" que, desde 1973, protegia como constitucional o direito das mulheres ao aborto. Esta decisão da alta instância norte-americana não torna ilegais as interrupções da gravidez, mas devolve ao país a situação vigente antes do emblemático julgamento, quando cada estado era livre para autorizar ou para proibir tal procedimento.

Numa reação à decisão histórica, o Presidente Joe Biden avisa "vida e saúde das mulheres estão em risco." O líder da Casa Branca diz este "é um dia triste para a América" e que o país recua 150 anos.

Também o ex-Presidente norte-americano, Barack Obama, acusa o Supremo de "atacar as liberdades fundamentais de milhões de mulheres americanas".

Do lado dos republicanos, a maioria aplaude a decisão que passou no Supremo Tribunal com os votos favoráveis da maioria conservadora. O antigo Presidente, Donald Trump, elogia a decisão judicial e diz que é "vontade de Deus".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de