Acordo de 800 milhões de dólares para vítimas de tiroteio em Las Vegas

O ataque ocorrido em 2017 provocou 58 mortos e mais de 850 feridos.

A Justiça dos Estados Unidos anunciou hoje uma indemnização de 800 milhões de dólares para as vítimas e os familiares das pessoas que morreram na sequência de um tiroteio durante um festival de música, em 2017, em Las Vegas.

Esta ação indemnizatória constituiu o final de um acordo anunciado no início de setembro que resolve dezenas de ações judiciais, a poucos dias do terceiro aniversário daquele que foi considerado o maior massacre na história recente dos Estados Unidos da América (EUA), em outubro de 2017.

A indemnização provém de pagamentos feitos pelo grupo de casinos MGM Resorts Internacional e das suas seguradoras a mais de 4.400 vítimas e familiares das pessoas morreram no festival de música country, cá conta a Associated Press (AP).

Contudo, a MGM Resorts International, proprietária do hotel e do recinto onde decorria o concerto, não se responsabilizou pelo acordo firmado. O grupo vai pagar 49 milhões de dólares (mais de 41 milhões de euros), enquanto as seguradoras vão pagar os restantes 751 milhões de dólares (cerca de 640 milhões de euros).

As autoridades norte-americanas disseram, na ocasião, que mais de 22.000 pessoas estavam no recinto do festival quando o tiroteio começou.

Um homem utilizou armamento militar para disparar indiscriminadamente sobre a multidão desde o 32.º andar de um edifício. Cinquenta e oito pessoas morreram e mais de 850 ficaram feridas.

As cerimónias em homenagem das vítimas, três anos depois do massacre, estão previstas para quinta-feira, 01 de outubro, em Las Vegas, e incluem a leitura dos nomes das pessoas que morreram a partir das 22:15 locais (06:15 em Lisboa), a hora a que foram ouvidos os primeiros disparos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de