"Agora estamos a colocar as boas questões", afirmam eleitores franceses

Arranca esta segunda-feira a última semana de campanha presidencial entre Emmanuel Macron e Marine Le Pen. Os eleitores de Jean-Luc Mélenchon garantem votar em branco ou absterem-se na segunda volta do próximo domingo.

A França Insubmissa publicou um estudo este domingo junto dos eleitores de esquerda. Mais de 37% garantem votar em branco, 29% abstêm-se e 33,4% dizem votar em Emmanuel Macron. Os dois candidatos finalistas vão tentar a todo o custo conquistar os eleitores de Mélenchon, o terceiro candidato mais votado, para a segunda volta.

Cerca de 100 eleitores de Jean-Luc Mélenchon juntaram-se ontem à noite no décimo nono bairro de Paris para discutir os resultados da primeira volta das eleições, jogarem às cartas e trocarem ideias.

Vários eleitores contaram-nos ter votado em "Emmanuel Macron", "em branco", ou terem-se abstido. "Não é surpreendente porque há tanta gente que detesta Macron, e que para mim é completamente legítima, entendo que para muita gente seja inultrapassável deixar uma voto para Emmanuel Macron numa urna", explica Velódia, para quem os resultados fazem sentido.

Tudo pode mudar muito rapidamente na próxima semana. Justine diz que vai votar em branco, mas tudo pode mudar.

"Acho que as nossas escolhas estão a mudar porque no dia depois da eleição dizíamos nunca votar Macron e ainda menos em Le Pen, mas agora estamos a colocar as boas questões", explica.

Estes dois terços de pessoas que dizem não querer votar em Emmanuel Macron é uma mensagem dirigida ao Presidente-candidato, explica Aurélien. "Caso Emmanuel Macron queira ser reeleito ele sabe o que tem de fazer e sabe o que preocupa os eleitores de Jean-Luc Mélenchon: a questão da reforma, do poder de compra, da ecologia", enumera.

Estes eleitores combinaram encontrar-se na terceira volta, isto é nas eleições legislativas, marcadas para o próximo mês de junho.

Os dois candidatos à segunda volta das eleições francesas, Marine Le Pen, candidata da União Nacional, e Emmanuel Macron, Presidente cessante, retomam esta segunda-feira a campanha para convencer os eleitores indecisos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de