Alemanha com mais de 1.800 casos em 24 horas, autoridades preocupadas com aumento

O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, sublinhou que a maioria das infeções são agora locais.

A Alemanha registou nas últimas 24 horas 1.821 infetados com o novo coronavírus, quase o dobro dos detetados na segunda-feira, com as autoridades a alertarem para um novo pico.

O Instituto Robert Koch, centro epidemiológico de referência na Alemanha, manifestou preocupação ao comunicar estes dados: "Após uma estabilização temporária dos casos (...), observa-se atualmente um novo agravamento das infeções na população".

Na segunda-feira tinham sido registados 922 casos, em parte porque nos finais de semana nem todos os dados são comunicados, após 2.297 contágios no sábado, o valor mais elevado desde abril, e 1.345 no domingo.

No total, a Alemanha soma 274.158 casos - numa população total de 83,2 milhões de pessoas -, tendo cerca de 243.700 pacientes já recuperado da doença. O número de mortos subiu para 9.396.

O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, sublinhou que a maioria das infeções são agora locais e alertou que embora a doença atinja atualmente sobretudo os jovens, que geralmente apresentam poucos sintomas, em breve pode atingir idosos e outros grupos de risco.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 961.531 mortos e mais de 31,1 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de