Alemanha recomenda terceira dose de vacina para maiores de 70 anos

A Comissão Permanente de Vacinação (Stiko) fundamentou a recomendação no facto de a proteção oferecida pela vacina perder eficácia com a passagem do tempo, principalmente no que diz respeito a evitar infeções assintomáticas e à progressão da doença.

A Comissão Permanente de Vacinação (Stiko) da Alemanha recomendou esta quinta-feira a terceira dose da vacina contra a Covid-19 para pessoas com 70 anos ou mais.

A Stiko recomendou ainda uma terceira dose para residentes de centros de terceira idade com menos de 70 anos, e para os seus funcionários, bem como para profissionais de saúde em contacto direto com pessoas pertencentes a grupos de risco.

Num documento esta quinta-feira divulgado, a Stiko aconselhou também uma dose adicional com uma preparação baseada na técnica mRNA para os imunizados com a fórmula da vacina de dose única da Jannsen.

A comissão fundamentou a sua recomendação no facto de a proteção oferecida pela vacina perder eficácia com a passagem do tempo, principalmente no que diz respeito a evitar infeções assintomáticas e à progressão da doença.

De acordo com esta recomendação, a terceira dose deve ser administrada até seis meses após o recebimento do esquema completo de vacinação, independentemente do tipo de vacina administrada.

No caso de imunizados com vacinas baseadas na técnica de mRNA, o mesmo tipo de preparação é recomendado para a terceira dose.

Já para os vacinados com a vacina da Johnson & Johnson (Janssen), a Stiko recomendou uma dose adicional com uma vacina de mRNA até quatro semanas após receber a dose única.

O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, referiu-se aos dados do Instituto Robert Koch (RKI) de virologia, segundo os quais a taxa de vacinação na Alemanha pode ser superior às estatísticas oficiais.

"A quota é maior do que se pensava. Segundo o RKI, ela é 5% maior que os dados divulgados. Isto é uma notícia muito boa, já que 80% dos adultos tem as doses completas. Isto dá-nos mais segurança para o outono e inverno ", escreveu o ministro na sua conta da rede social Twitter.

Para o Governo alemão, estes dados abrem a possibilidade de dispensar as medidas de distanciamento e higiene e o uso de máscaras no exterior.

Até hoje, 68,4% da população da Alemanha já foi vacinada, 65% com o esquema completo, segundo dados oficiais.

A Covid-19 provocou pelo menos 4.822.267 mortes em todo o mundo, entre mais de 236,23 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de