Alemanha regista 1292 infeções e três mortes nas últimas 24 horas

Incidência no país subiu para 10 casos por 100 mil habitantes em sete dias, após vários dias de um ligeiro, mas constante aumento.

A Alemanha registou nas últimas 24 horas 1292 novos casos de Covid-19, mais 547 do que no último domingo, e três mortes, aumentando para 91 362 o número de vítimas mortais, anunciaram este domingo as autoridades.

Segundo os dados divulgados pelo Instituto Robert Koch de Virologia (RKI), a incidência na Alemanha subiu para 10 casos por 100 mil habitantes em sete dias, após vários dias de um ligeiro, mas constante aumento, quando há uma semana esse indicador era de 6,2 casos de infeção pelo coronavírus.

A incidência semanal por 100 mil habitantes é o principal fator na Alemanha para determinar os sucessivos níveis de ação, que começam a ser ativados a partir dos 35 casos e aumentam gradualmente.

O pico foi atingido em dezembro, com 196,7 casos por 100 mil habitantes por semana, um cenário que precipitou o encerramento de lojas, espaços culturais, de restauração e outros serviços não essenciais.

No final de maio, após meses de restrições apertadas, embora sem limitações gerais à mobilidade, foi registada uma redução constante, até a média nacional ser inferior a 100 casos.

No final de junho, o número de casos por cada 100 mil habitantes por semana desceu para cinco, enquanto se procedia à reabertura gradual de espaços públicos.

Desde o início da pandemia, foram confirmadas 3,7 milhões de infeções na Alemanha, das quais 3,6 milhões correspondem a pacientes recuperados, e um total de 91 362 pessoas morreram com problemas relacionados com a Covid-19.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 4 070 508 mortos em todo o mundo, entre mais de 188,8 milhões de casos de infeção pelo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse, divulgado na sexta-feira.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de