Levantado alerta de tsunami no Alasca após sismo de magnitude 8.2

Terramoto teve epicentro a 91 quilómetros da pequena cidade de Perryville, no estado norte-americano do Alasca.

As autoridades norte-americanas levantaram o alerta de tsunami que tinham emitido, esta manhã, após um forte sismo de magnitude 8,2, junto à península do Alasca.

O terramoto aconteceu a 91 quilómetros a sudeste da pequena cidade de Perryville, motivando o Governo norte-americano a anunciar um alerta de tsunami para o sul do estado do Alasca.

O sismo foi acompanhado por cerca de 20 tremores menores de diferentes profundidades na mesma região. A réplica mais forte atingiu uma magnitude de 6,2.

De acordo com dados sísmicos preliminares, o mais forte destes sismos poderia ter sido amplamente sentido na área do epicentro e ter causado danos ligeiros a moderados, mas a área é escassamente povoada.

"Perigosas ondas tsunami, após este sismo, são possíveis de ser registadas nas próximas horas, ao longo de alguma área costeira", avisaram, na altura, as autoridades, num comunicado citado pela agência de notícias AFP.

Já em outubro de 2020 um sismo de magnitude 7.5 levou a tsunamis no sul do Alasca, mas sem causar quaisquer vítimas.O estado norte-americano do Alasca faz parte da ativa zona sísmica do Círculo de fogo do Pacífico. O maior terramoto alguma vez registado na América do Norte aconteceu ali mesmo, em março de 1964, causando também um tsunami e uma onda de destruição que levou à morte de mais de 250 pessoas.

Notícia atualizada às 11h48

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de