Presidente do Tribunal Eleitoral promete combate "firme" às notícias falsas nas eleições do Brasil

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral prometeu defender a democracia brasileira e ainda sublinhou o apoio ao voto eletrónico.

O novo responsável por supervisionar as eleições presidenciais no Brasil foi empossado esta terça-feira. Num discurso de cerca de meia hora, o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes, prometeu combater as notícias falsas, defender a democracia e ainda sublinhou o apoio ao voto eletrónico.

"A mais importante garantia da democracia configura-se na liberdade no exercício do direito de voto e deve ser efetivada, essa liberdade, tanto com o sigilo do voto, plenamente garantido pelas urnas eletrónicas, quanto pela possibilidade de o eleitor receber todas as informações possíveis sobre os candidatos", considera.

No exercício das suas funções, Alexandre de Moraes também prometeu defender a liberdade do direito de voto e a liberdade de expressão. Usando o exemplo da constituição federal, o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral relembra que o mesmo não permite "de maneira irresponsável a efetivação do abuso no exercício de um direito constitucionalmente consagrado" como o voto.

O novo responsável por supervisionar as eleições brasileiras deixou claro que vai combater as notícias falsas durante a campanha, será "mínima", mas "célere, firme e implacável", "principalmente daquelas escondidas no covarde anonimato das redes sociais".

O discurso de Alexandre de Morais mereceu aplausos de pé dos representantes de 50 países que assistiram à cerimónia, entre os quais Portugal.

Quem não se manifestou foi o atual presidente brasileiro Jair Bolsonaro, o filho e alguns ministros do atual governo. Na cerimónia marcaram ainda presença antigos presidentes, entre os quais o candidato Lula da Silva, que continua à frente nas sondagens. A primeira volta das eleições no Brasil está marcada para o próximo dia 2 de outubro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de