America Countdown... 51 dias. Se isto não compromete Trump então nada compromete Trump

Germano Almeida, autor de quatro livros sobre presidências americanas, faz na TSF uma contagem decrescente para as eleições nos Estados Unidos. Uma crónica com os principais destaques da corrida à Casa Branca para acompanhar todos os dias.

1 - SE ISTO NÃO COMPROMETE TRUMP, NADA COMPROMETE TRUMP
No novo livro de Bob Woodward, "Rage", é revelado que Trump sabia desde 28 de janeiro da verdadeira dimensão da ameaça do novo coronavírus. Robert O'Brien, conselheiro de segurança nacional, disse-lhe: "isto vai ser a maior ameaça à sua Presidência". Em fevereiro já sabia da gravidade do vírus, da relação com que matava mais do que a gripe sazonal, a perspetiva das centenas de milhares de mortes nos EUA. Mas deu instruções para abafar, desvalorizar, esconder: "Play it down", ordenou o Presidente. Havia que esconder para evitar colocar a população em pânico. Woodward relata que Trump não deu mostras de arrependimento por essa atitude: mentir e ocultar foi, meramente uma estratégia. Mesmo estando em causa a vida de milhares de americanos. Até parecia um Trump diferente a falar com Woodward, mais frio, mais calculista, mais informado. Só decretaria estado de emergência seis semanas depois. Em nome de "conter o pânico" assistiu impávido à morte de dezenas de milhares de americanos. Biden já reagiu: "A diferença de uma semana na reação pode ter sido a diferença de 36 mil pessoas a mais a morrer na América de COVID-19". Teria tudo para ser comprometedor. Mas no atual ambiente, este tipo de revelações com Trump isso não funciona do mesmo modo, porque não há uma relação direta entre os factos e as crenças dos seus apoiantes. Se isto não compromete Trump, então nada compromete Trump.

2 - O CONFORTO DE PENSAR DA MESMA FORMA
Uma das frases mais reveladoras desta campanha não foi proferida por qualquer dos candidatos, ou sequer dos seus vices. Foi dita por uma apoiante de Trump na Geórgia, em breve entrevista a uma TV local, a explicar porque é que estava numa manifestação de apoio ao Presidente e de censura aos manifestantes anti-racistas: "Sinto-me confortada por estar aqui acompanhada por outros americanos que pensam como eu". Isto explica muita coisa. Mesmo muita.

UMA INTERROGAÇÃO: Vai o vencedor no Ohio voltar a corresponder ao vencedor da eleição no Colégio Eleitoral?

UM ESTADO: Ohio

Resultado em 2016: Trump 51,7%-Hillary 41,6%

Resultado em 2012: Obama 50,7%-Romney 47,7%

Resultado em 2008: Obama 51,5%-McCain 46,9%

Resultado em 2004: Bush 50,8%-Kerry 48,7%

(nas últimas 12 eleições presidenciais, 7 vitórias republicanas, 5 vitórias democratas)

-- O estado do Ohio tem 11,7 milhões habitantes: 78,4% brancos, 4,0% hispânicos, 13,1% negros, 2,5% asiáticos; 51,0% mulheres

18 VOTOS NO COLÉGIO ELEITORAL

UMA SONDAGEM: Ohio | Trump 50-Biden 45

(Morning Consult, 29 agosto/7 setembro)

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de