Presidente do Tribunal Eleitoral promete combate "firme" às notícias falsas nas eleições do Brasil

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral prometeu defender a democracia brasileira e ainda sublinhou o apoio ao voto eletrónico.

PorMiguel Laia com Clara Maria Oliveira
© Sergio Lima/AFP

O novo responsável por supervisionar as eleições presidenciais no Brasil foi empossado esta terça-feira. Num discurso de cerca de meia hora, o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes, prometeu combater as notícias falsas, defender a democracia e ainda sublinhou o apoio ao voto eletrónico.

"A mais importante garantia da democracia configura-se na liberdade no exercício do direito de voto e deve ser efetivada, essa liberdade, tanto com o sigilo do voto, plenamente garantido pelas urnas eletrónicas, quanto pela possibilidade de o eleitor receber todas as informações possíveis sobre os candidatos", considera.

Alexandre de Morais fala sobre as urnas eletrónicas

Your browser doesn’t support HTML5 audio

No exercício das suas funções, Alexandre de Moraes também prometeu defender a liberdade do direito de voto e a liberdade de expressão. Usando o exemplo da constituição federal, o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral relembra que o mesmo não permite "de maneira irresponsável a efetivação do abuso no exercício de um direito constitucionalmente consagrado" como o voto.

O novo responsável por supervisionar as eleições brasileiras deixou claro que vai combater as notícias falsas durante a campanha, será "mínima", mas "célere, firme e implacável", "principalmente daquelas escondidas no covarde anonimato das redes sociais".

Novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral promete combater as notícias falsas na campanha eleitoral

Your browser doesn’t support HTML5 audio

O discurso de Alexandre de Morais mereceu aplausos de pé dos representantes de 50 países que assistiram à cerimónia, entre os quais Portugal.

Quem não se manifestou foi o atual presidente brasileiro Jair Bolsonaro, o filho e alguns ministros do atual governo. Na cerimónia marcaram ainda presença antigos presidentes, entre os quais o candidato Lula da Silva, que continua à frente nas sondagens. A primeira volta das eleições no Brasil está marcada para o próximo dia 2 de outubro.

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG