Sobe para 55 número de mortos após ataque junto a escola feminina no Afeganistão

Carro-bomba explodiu junto ao estabelecimento de ensino, provocando ainda mais de 150 feridos.

PorTSF/Lusa
© EPA

Subiu para 55 o número de mortos da explosão provocada por um carro-bomba junto a escola feminina, em Cabul, no Afeganistão. De acordo com a agência Reuters, que cita meios de comunicação locais, há ainda registo de pelo menos 150 feridos, alguns em estado grave.

O porta-voz do Ministério do Interior afegão, Tariq Arian, adiantou que várias ambulâncias acudiram ao local da explosão, junto à escola Syed Al-Shahda, num bairro maioritariamente xiita.

A AP informara, durante a tarde, que o porta-voz do Ministério da Saúde apelou aos residentes que colaborassem com as autoridades para permitir que os veículos de emergência circulem, depois de uma multidão ter atacado ambulâncias e profissionais de saúde.

Até ao momento ainda ninguém reclamou a autoria do ataque, mas o Estado Islâmico tem atacado as minorias xiitas naquela zona, refere a AP.

Esta explosão surge dias depois de as tropas dos Estados Unidos da América terem começado, oficialmente, a sua retirada.

Havia ainda entre 2.500 e 3.500 operacionais norte-americanos no Afeganistão, que deverão abandonar aquele país até 11 de setembro, ainda que o país esteja a enfrentar a ressurgência dos talibã, que controlam mais de metade do país.

O oficial máximo do exército norte-americano afirmou, no domingo, que o Governo afegão terá de enfrentar um futuro incerto e "possíveis maus resultados" contra os talibãs, à medida que as tropas dos Estados Unidos vão saindo daquele país.

Noticia atualizada às 21h30

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG