Espanha impõe restrições a viajantes de países da África Austral

Os viajantes devem submeter-se a uma quarentena de dez dias após a chegada a Espanha e este período pode terminar ao sétimo dia se o viajante apresentar uma prova de diagnóstico com resultado negativo.

PorLusa
© EPA

As autoridades espanholas impõem a partir da meia-noite dez dias de quarentena a todos os viajantes procedentes de zonas consideradas de "alto risco" devido ao aparecimento da variante Ómicron do coronavírus em países da África Austral.

O Ministério da Saúde espanhol publicou esta segunda-feira no Boletim Oficial do Estado a medida restritiva a voos com destino a Espanha, com ou sem escalas, de todos os aeroportos do Botswana, Lesoto, Moçambique, África do Sul e Zimbabwe.

De acordo com a mesma medida, estão excluídos os passageiros em trânsito que sejam residentes ou titulares de vistos de longa duração dos países europeus e Estados que fazem parte do Espaço Schengen, Andorra, Mónaco, Vaticano, San Marino, e que se dirijam a estes países, assim como o pessoal de voo "necessário para levar a cabo as atividades de transporte aéreo".

Os viajantes devem submeter-se a uma quarentena de dez dias após a chegada a Espanha e este período pode terminar ao sétimo dia se o viajante apresentar uma prova de diagnóstico com resultado negativo.

Durante a quarentena devem permanecer em casa ou no alojamento e limitar os acessos a terceiras pessoas e restringir as deslocações para a aquisição de bens alimentares, produtos farmacêuticos, assistência a centros de saúde ou por causas de "força maior".

A Covid-19 provocou pelo menos 5.193.392 mortes em todo o mundo, entre mais de 260,44 milhões infeções pelo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19 AQUI

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG