Zelensky pede ao G7 sistemas de defesa e soluções para bloqueio de trigo

O presidente ucraniano dirigiu-se aos líderes das sete maiores economias mundiais e pediu sistemas de defesa antiaérea, ajudas para a reconstrução do país e uma estratégia contra o bloqueio russo às exportações de trigo ucraniano.

PorLusa
© EPA

O Presidente da Ucrânia pediu esta segunda-feira aos líderes do G7, reunidos em cimeira na Alemanha, sistemas de defesa antiaérea, ajudas para a reconstrução do país e uma estratégia contra o bloqueio russo às exportações de trigo ucraniano.

Volodymyr Zelensky dirigiu-se aos líderes das sete maiores economias mundiais (G7) através de videoconferência, numa sessão realizada à porta fechada, da qual apenas algumas imagens iniciais foram transmitidas sem som.

No entanto, e de acordo com informações fornecidas por fontes alemãs e da União Europeia (UE), citadas pela agência noticiosa espanhola EFE, o líder ucraniano avançou com estes pedidos durante a sua intervenção.

A presidência francesa confirmou que Zelensky fixou um prazo para o fim da guerra, defendendo que deve terminar "o mais rapidamente possível", pelo menos até ao fim do ano, dado que o inverno é muito duro na Ucrânia.

Zelensky insistiu na "necessidade de um apoio total, abrangente e altamente operacional à Ucrânia" para permitir que o país restaure a sua integridade territorial.

Em particular, pediu aos líderes do G7 mais equipamento militar para conter o avanço de Moscovo e "empurrar os russos de volta" para lá das linhas anteriores à invasão de 24 de fevereiro.

A intervenção do Presidente ucraniano abriu o segundo dia da cimeira do G7, a decorrer desde domingo nos Alpes bávaros, que, de acordo com fontes norte-americanas, irá acordar novas sanções contra a Rússia, que iniciou uma ofensiva militar contra a Ucrânia em 24 de fevereiro.

Sob presidência da Alemanha, participam ainda no encontro do G7 os líderes do Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido, bem como da UE.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG