Apoio recente pode permitir a Carlos III "afirmar os valores monárquicos" de forma sólida

Em estreia no comentário na TSF, o "republicano ferrenho" acredita que o novo rei tem condições para reforçar o sistema.

O ex-ministro e novo comentador do programa da TSF Não Alinhados, João Soares, está convencido de que Carlos III não será o último rei de Inglaterra. Assumidamente republicano e socialista, o também antigo autarca de Lisboa confessou-se surpreendido com o apoio à monarquia demonstrado nos últimos dias.

"Há que reconhecer, mesmo por parte dos republicanos ferrenhos como eu, que de facto o que tem estado a passar-se nestes últimos tempos pode dar uma oportunidade ao príncipe, agora rei, para afirmar os valores monárquicos de uma forma mais sólida do que muitos pensariam", explicou João Soares na sua estreia no comentário.

Admitindo ter havido momentos em que pensou "que Isabel II seria provavelmente a última rainha do Reino Unido", o antigo governante diz-se "convencido" de que Carlos III tem agora condições para reforçar o sistema monárquico.

As cerimónias fúnebres de Isabel II terminaram esta segunda-feira com uma missa na Capela de São Jorge, em Windsor, onde estiveram presentes cerca de 800 pessoas.

O caixão da rainha foi baixado na abóbada real da capela, antes de ser transferido para a cripta da família num enterro privado posterior. Antes de ser baixado, o pesado caixão de carvalho e chumbo foi despojado das joias que o adornavam desde a morte da soberana em 8 de setembro - a coroa imperial, o cetro e os orbes reais simbolizando o mundo cristão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de