Austrália classifica Hamas de organização terrorista

O Hamas controla a Faixa de Gaza e prometeu "libertar" Jerusalém pela força. A Austrália é a última nação ocidental a classificar o movimento armado palestiniano como uma organização terrorista.

A Austrália anunciou esta quinta-feira que vai classificar o movimento armado palestiniano Hamas como uma organização terrorista, tornando-se na última nação ocidental a fazê-lo.

Camberra tinha anteriormente listado as Brigadas al-Qassam do Hamas como um grupo terrorista, mas a nova designação abrange toda a organização.

O Hamas, que atualmente controla a Faixa de Gaza, prometeu "libertar" Jerusalém pela força e tem lançado frequentemente ataques a alvos israelitas.

"As opiniões do Hamas e dos grupos extremistas violentos da lista de hoje são profundamente preocupantes e não há lugar na Austrália para as suas ideologias de ódio", disse a ministra dos Assuntos Internos, Karen Andrews.

A designação imporá restrições ao financiamento ou outro apoio ao Hamas, com alguns delitos a incorrerem numa pena de prisão de 25 anos.

"É essencial que as nossas leis não visem apenas os atos terroristas e os terroristas, mas também as organizações que planeiam, financiam e executam esses atos", disse Andrews.

Israel tem mantido um bloqueio na Faixa de Gaza desde 2007, quando o Hamas tomou o poder no enclave.

Os EUA há muito que designam o Hamas como um grupo terrorista.

Uma decisão semelhante da União Europeia foi objeto de uma longa batalha judicial, que acabou por resultar no regresso do Hamas à lista de grupos terroristas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de