Australiano morre após detonação de colete explosivo

Para já, as autoridades australianas afastam a possibilidade de crime.

A polícia australiana informou hoje que está a investigar o caso de um homem que terá morrido quando um colete explosivo que usava detonou enquanto conduzia um carro em Melbourne.

O colete terá sido acionado após o carro passar por uma lomba numa estrada do subúrbio de Hallam na manhã de sábado, avançou esta terça-feira a televisão australiana Seven News.

O vídeo de uma câmara de segurança, no qual não é visível a lomba, mostrou o 'flash' da explosão no teto do veículo e na janela do lado do motorista.

Após a explosão, o carro ainda percorreu algumas centenas de metros antes de atingir um veículo estacionado.

Um homem de 43 anos foi encontrado morto dentro do carro, disse a polícia, que não divulgou o nome da vítima.

Membros de uma unidade especial anti-bombas foram depois chamados para garantir que os explosivos ainda no carro estavam em situação estável, disse a polícia.

As autoridades estão a investigar as circunstâncias da morte do homem, mas para já não consideram que terá sido vítima de qualquer crime.

A polícia não revelou qual era o destino do homem, mas a Seven News avançou que ele tinha visitado a casa da ex-parceira antes da explosão.

Residentes no subúrbio de Hallam disseram à televisão australiana que os agentes policiais estiveram quase 24 horas no local.

"Ouvi um grande e enorme estrondo às 11 da manhã, olhei pela janela da minha casa e vi que um carro tinha passado pela rotunda sem travar nem nada disso e bateu", disse Bem Augel, uma testemunha.

A Seven News disse que o motorista era um ex-soldado e tinha filhos.

Numa parede de tijolos perto do local da explosão apareceu um tributo, pintado a 'spray', com um coração e a frase: "Papá, o meu soldado para sempre".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de