Avião de passageiros aterra em base aérea russa na Síria devido a ataque israelita

No momento do ataque, o avião, um Airbus-320 de Teerão em voo regular, estava prestes a aterrar no aeroporto de Damasco e "por pouco não entrou na área atingida por fogo de artilharia e mísseis antiaéreos".

Um avião com 172 passageiros que seguia para Damasco teve de aterrar na base aérea russa em Hamimim, na província síria de Latakia, devido a um ataque israelita contra os subúrbios da capital síria, informou esta sexta-feira o Ministério da Defesa russo.

O incidente, segundo o porta-voz da Defesa, Igor Konashénkov, ocorreu na madrugada de quinta-feira, quando quatro caças israelitas F-16, sem entrar na Síria, lançaram oito mísseis contra os subúrbios de Damasco, uma ação que ativou as defesas antiaéreas sírias.

No momento do ataque, o avião, um Airbus-320 de Teerão em voo regular, estava prestes a aterrar no aeroporto de Damasco e "por pouco não entrou na área atingida por fogo de artilharia e mísseis antiaéreos", disse Konashénkov, que não deu mais pormenores sobre a aeronave.

"Somente graças à rápida intervenção dos controladores do aeroporto de Damasco e à operação eficiente do sistema automático de regulação de tráfego aéreo foi possível desviar o Airbus-320 (...) para o aeroporto de reserva, a base aérea russa de Hamimim, onde aterrou", acrescentou.

Segundo o porta-voz militar, os voos regulares no espaço aéreo sírio, como no resto do mundo, são realizados em determinados corredores aéreos e os radares israelitas veem perfeitamente a situação na área do aeroporto de Damasco.

"As operações aéreas realizadas pelo Estado-Maior israelita usando a presença de aviões de passageiros como cobertura ou para impedir ações de defesa antiaérea tornaram-se características das Forças Aéreas de Israel", denunciou o general russo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de