Balanço de ataque em centro educacional de Cabul sobe para 43 mortos

Atentado foi cometido por um bombista suicida e vitimou estudantes que estavam a preparar-se para os exames.

O balanço de um atentado num centro educacional em Cabul, na sexta-feira, subiu para 43 mortos e 83 feridos, anunciou esta segunda-feira a missão da ONU no Afeganistão.

O anterior balanço apontava para 35 mortos e 82 feridos.

O atentado foi cometido por um bombista suicida e vitimou estudantes que estavam a preparar-se para os exames.

O atentado vitimou maioritariamente raparigas.

A explosão ocorreu no distrito de Dasht-e-Barchi de Cabul ocidental, uma área predominantemente muçulmana xiita onde vive a minoria hazara, de origem turca e mongol.

Este bairro tem sido atingido por ataques nos últimos anos, e desde o regresso ao poder dos talibãs, em agosto de 2021.

Um ramo regional do grupo extremista Estado Islâmico tem reivindicado vários ataques contra os hazaras, que consideram hereges.

A população do Afeganistão é maioritariamente sunita.

O atentado foi condenado pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, que pediu ao regime talibã que proteja os direitos de todas as pessoas, "independentemente da origem étnica ou do género".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de