Bazuca. Von der Leyen "confiante de que tudo estará resolvido este verão"

A chefe do executivo comunitário quer "todos os planos adotados este verão", para que os desembolsos "sejam efetuados".

A Presidente da Comissão Europeia "congratulou-se" esta quinta-feira com a apresentação do "primeiro plano de recuperação e resiliência" na UE, considerando que Portugal "assinala do início de uma nova fase", na estratégia de restauro da economia europeia no pós-crise pandémica.

"Saúdo o plano de recuperação e resiliência de Portugal, o primeiro oficialmente apresentado à Comissão", afirmou Von der Leyen, considerando que "a apresentação assinala o início de uma nova fase do processo de implementação do Mecanismo de Recuperação e Resiliência".

"Em toda a Europa, podemos assistir a uma aceleração das campanhas de vacinação", afirmou a chefe do executivo de Bruxelas, considerando que, nesta fase, "é ainda mais importante lançar o instrumento NextGenerationEU".

"A recuperação económica deve ir a par de uma melhoria da situação sanitária no terreno", disse no comunicado, tendo expressado "expectativa", em relação à "oportunidade de avaliar o plano português, que incide na resiliência e nas transições ecológica e digital e inclui projetos em quase todos os domínios emblemáticos europeus".

"Continuaremos a colaborar intensamente com os Estados-Membros para os ajudar a apresentar planos de elevada qualidade. O nosso objetivo continua a ser adotar todos os planos este verão", afirmou.

Von der Leyen alertou, porém, que "para que os primeiros pagamentos sejam efetuados, é necessário que todos os Estados-Membros tenham aprovado a Decisão Recursos Próprios".

A reação da presidente da comissão Europeia surgiu instantes depois da nota do primeiro-ministro António Costa anunciar, através da sua conta na rede social norte-americana Twitter, o envio "oficial" do plano de recuperação que dará acesso ao dinheiro europeu.

"Portugal foi o primeiro Estado membro a apresentar o PRR", anunciou o chefe do governo, especificando que "a recuperação assenta no reforço do SNS, na habitação digna e acessível, na promoção das qualificações, na capitalização e inovação empresarial, no desenvolvimento do interior e nas transições climática e digital".

Sucederam-se uma série de mensagens na rede de "microblogging", em que o primeiro-ministro detalha algumas ideias centrais do plano, dizendo que pretende "combater as vulnerabilidades sociais".

"Dotar os centros de saúde de meios complementares de diagnóstico, concluir as redes de cuidados continuados integrados e paliativos, executar o programa de saúde mental", lê-se ainda na conta oficial do primeiro-ministro.

"O Plano de Recuperação e Resiliência investe no aumento do nosso potencial produtivo", acrescentou num novo "tuite", dizendo que a estratégia passa pelo "ensino profissional, da formação e requalificação profissional, do fomento às formações superiores em ciências, tecnologias, engenharias, artes e matemática".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de