BCE reitera que retoma económica só em 2022 e "enfraquecida"

O PIB europeu não vai voltar ao patamar de 2019 antes do outono de 2022, alerta o economista-chefe do Banco Central Europeu.

O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Philip Lane, considerou esta segunda-feira que o Produto Interno Bruto (PIB) europeu não deverá voltar ao nível de 2019 antes do outono de 2022.

"O que estamos a observar é que é a circulação do vírus que inevitavelmente constrange o comportamento do consumidor, mais do que as próprias medidas de contenção. A questão é conseguir saber é quanto tempo isso vai durar", afirmou o economista irlandês, em entrevista ao jornal francês Les Echos.

Segundo Philip Lane, nas últimas semanas de 2020 não deverão ser registas melhorias na economia.

"Enquanto a vacina não for massivamente distribuída, ficaremos num período de incertezas. A vacina traz principalmente uma perspetiva para o final do próximo ano e para 2022. Não para os próximos seis meses", adiantou.

Apesar disso, o economista considerou que mesmo com a vacina, os danos económicos serão duradouros.

"O PIB não vai voltar ao patamar de 2019 antes do outono de 2022. Haverá efeitos de longo prazo, por exemplo tanto confiança e na economia, como no regresso ao trabalho. A economia europeia sairá desta crise duramente enfraquecida", concluiu.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de