Bélgica deteta primeiro caso na Europa de nova variante da Covid-19

Viajante testou positivo a 22 de novembro e não terá tido contactos de alto risco fora de casa. Viajou para o Egito através da Turquia.

A Bélgica anunciou, esta sexta-feira, ter detetado o primeiro caso na Europa da nova variante de Covid-19 numa jovem mulher não vacinada que desenvolveu sintomas 11 dias após viajar para o Egito através da Turquia, indicou o Laboratório Nacional de Referência belga.

A paciente parece não ter tido contactos de alto risco fora da sua casa e nenhum membro da família desenvolveu sintomas até agora, acrescentou o laboratório, que está a conduzir uma investigação abrangente a este caso.

"Temos um caso, que está agora confirmado, desta variante" B.1 .1.529, detetada pela primeira vez na África do Sul, explicou o ministro belga da Saúde, Frank Vandenbroucke, em conferência de imprensa. A viajante infetada testou positivo a 22 de novembro e não tinha tido Covid-19 antes, acrescentou, sem aprofundar.

"Deve repetir-se que se trata de uma variante suspeita, não sabemos se é muito perigosa", observou também o governante, assinalando ainda assim que, "como precaução", a Europa está a impedir voos daquela zona de África. "Portanto, precaução total, mas não entremos em pânico", alertou, explicando que o grupo belga de avaliação de risco da Covid-19 está a analisar a situação.

O virologista belga Marc Van Ranst, disse no Twitter que a pessoa em questão tinha regressado do Egipto a 11 de novembro.

Cerca de 30 mutações desta nova variante já foram identificadas em lugares como a África do Sul, Botswana ou Hong Kong, o que tem gerado preocupação a nível mundial e a imposição, por parte de países europeus, de restrições a viajantes oriundos de países da África Austral.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de