Biden assina decreto para facilitar acesso dos norte-americanos ao voto

Esta medida surge numa altura em que vários parlamentos locais, com maioria republicana, estão a tentar restringir o acesso à votação em resposta à derrota de Donald Trump nas eleições de 3 de novembro.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai assinar este domingo um decreto para facilitar o acesso dos norte-americanos ao voto, uma medida inserida nas comemorações do 56.º aniversário do "Domingo Sangrento", ocorrido em 1965 no Alabama.

Segundo a agência AFP, o decreto de Joe Biden vai no sentido de exigir a melhoria ou a modernização de sites federais que forneçam informações sobre eleições e votação.

Esta medida surge numa altura em que vários parlamentos locais, com maioria republicana, estão a tentar restringir o acesso à votação em resposta à derrota de Donald Trump, em 03 de novembro.

Segundo Joe Biden, "eleitos republicanos em 43 estados já introduziram mais de 250 projetos-lei para dificultar o voto dos norte-americanos.

"Hoje, no aniversário do Domingo Sangrento, assino uma ordem executiva para facilitar o recenseamento dos eleitores e melhorar o acesso à votação", disse Biden, em declarações pré-gravadas a partir da Casa Branca.

Em 07 de março de 1965, centenas de manifestantes pacíficos foram violentamente reprimidos pela polícia na cidade de Selma, no estado do Alabama, enquanto lutavam pelo direito ao voto.

Cinco meses depois, o Congresso aprovou a Lei dos Direitos de Voto e aboliu os testes e impostos exigidos para se tornar um eleitor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de