Biden "chocado" com ataque em Chicago promete combater "epidemia de violência com armas"

O Presidente dos Estados Unidos promete "não desistir de combater a epidemia de violência com armas".

O Presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, lamenta a violência com armas "sem sentido" e confessa-se "chocado" após o ataque em Chicago que fez pelo menos seis mortos.

"Jill [Biden] e eu estamos chocados com a violência sem sentido com armas que mais uma vez trouxe sofrimento a uma comunidade americana neste Dia da Independência", reagiu o líder norte-americano em comunicado.

Biden revela que falou com o Governador de Illinois, J.B. Pritzker, e com a autarca de Chicago, Nancy Rotering: "Ofereci apoio total do Governo Federal às suas comunidades. Também fiz uma escalada da aplicação da lei federal para ajudar na busca urgente do atirador, que permanece em liberdade neste momento."

O Presidente dos Estados Unidos pede à comunidade local que sigam "a orientação da liderança no terreno" e agradece pelo socorro e aplicação da lei no local do ataque. Biden promete ainda "acompanhar de perto" a situação.

"Assinei recentemente a primeira grande legislação bipartidária de reforma de armas em quase trinta anos de lei, que inclui ações que salvarão vidas. Mas há muito mais trabalho a fazer, e não vou desistir de combater a epidemia de violência armada", assume Joe Biden.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de