"É hora de encerrar a guerra mais longa." Biden vai anunciar retirada do Afeganistão

""Sou o quarto Presidente americano a gerir a presença militar americana no Afeganistão, não vou passar essa responsabilidade para um quinto", afirmou o presidente norte-americano.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciará esta quarta-feira, num aguardado discurso sobre o Afeganistão, que "chegou a hora de terminar a guerra mais longa da América" e de "trazer as tropas dos EUA de volta a casa".

"Continuaremos a apoiar o Governo afegão (...), mas não continuaremos envolvidos militarmente no Afeganistão", vai declarar Biden, de acordo com extratos do discurso distribuídos aos jornalistas.

Joe Biden deve anunciar, assim, a saída de todos os soldados norte-americanos do Afeganistão até 11 de setembro, 20.º aniversário dos ataques terroristas de 2001 nos Estados Unidos que provocaram a intervenção militar dos EUA.

"O nosso trabalho diplomático e humanitário vai continuar" no Afeganistão, deverá esclarecer Biden.

"Sou o quarto Presidente americano a gerir a presença militar americana no Afeganistão (...), não vou passar essa responsabilidade para um quinto. (...) Não podemos continuar o ciclo de estender ou fortalecer a nossa presença militar no Afeganistão, na esperança de criar as condições ideais para uma retirada", lê-se no discurso que Biden deve hoje pronunciar.

"Chegou a hora de encerrar a guerra mais longa da América. Chegou a hora de trazer as tropas americanas de volta a casa", concluirá o Presidente norte-americano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de