Bielorrússia critica Moody's por ter declarado incumprimento

Moody's indicou que a Bielorrússia não tinha efetuado o reembolso de uma parte de uma obrigação de 600 milhões de dólares.

A Bielorrússia criticou na sexta-feira vivamente a decisão de a agência de notação financeira Moody's de tê-la considerado em incumprimento por ter falhado o prazo de reembolso de um empréstimo obrigacionista em dólares.

"As ações da Moody's são provocadoras e pretendem criar artificialmente problemas e perturbações em torno das euro-obrigações da República da Bielorrússia", reagiu em comunicado o Ministério das Finanças do país, que está sob sanções internacionais, enquanto aliado da Federação Russa.

A Moody's indicou este sábado que a Bielorrússia não tinha efetuado o reembolso de uma parte - 22,9 milhões de dólares - de uma obrigação de 600 milhões de dólares.

A Bielorrússia tinha garantido que iria pagar na sua divisa, o rublo bielorrusso, o que a Moody's considera um incumprimento.

"A decisão da agência foi tomada sem que uma única questão de clarificação tivesse sido enviada ao Ministério das Finanças. Na nossa opinião, há preconceito nas avaliações", segundo a mesma fonte.

A Bielorrússia garantiu ter transferido o montante em rublos bielorrussos para uma conta especial e acusou o Citigroup e o Citibank de terem recusado de terem recusado transferir este dinheiro para os credores.

"A parte bielorrussa fez e fará todos os esforços e tomará todas as medidas" para reembolsar os seus credores "através de um meio alternativo", acrescentou o Ministério.

A Federação Russa invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, com o apoio político e logístico da Bielorrússia. Por tal, estes dois Estados foram objeto de várias sanções internacionais, que os cortou de facto dos mercados financeiros internacionais.

Em consequência, estes dois Estados foram declarados em incumprimento por não terem feito os reembolsos em dólares nos prazos devidos. A Federação Russa defende o reembolso das suas dívidas em rublos e acusa o Ocidente de querer orquestrar um incumprimento artificial.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de