Bilionário Michael Bloomberg ganha terreno nas sondagens e participa no debate democrata

Michael Bloomberg passou de garantir que nunca seria candidato à Casa Branca a surgir entre os preferidos para enfrentar Donald Trump.

O antigo mayor de Nova Iorque, Michael Bloomberg, vai participar pela primeira vez num debate do Partido Democrata, esta quarta-feira, em Las Vegas, depois de subir nas sondagens.

Segundo o New York Times, de acordo com a última sondagem o magnata bilionário ocupa o segundo lugar entre os candidatos a representar o Partido Democrata nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2020, depois de Bernie Sanders.

É agora o preferido de 19% dos eleitores democratas e simpatizantes, quando em dezembro contava apenas com 4% de apoio na sondagem nacional da rádio pública NPR.

Com a subida nas intenções de voto, Michael Bloomberg participa esta quarta-feira pela primeira vez num debate com Bernie Sanders, Elizabeth Warren, Amy Klobuchar, Joseph R. Biden e Pete Buttigieg.

Desde que entrou na corrida à Casa Branca em novembro de 2019, apesar de em março do mesmo ano ter dito que não o faria, a popularidade de Michael Bloomberg tem subido exponencialmente, em grande parte graças ao grande investimento em anúncios e campanhas online contra Donald Trump.

O candidato ocupa o nono lugar na lista dos mais ricos do mundo da Forbes, com uma fortuna avaliada em 55 mil milhões de dólares, e gastou mais de 300 milhões de dólares na sua campanha, segundo a empresa Advertising Analytics.

"É completamente único. Não houve nada como isto na história política americana", disse à AFP Bill Sweeney, especialista em política da American University, sobre o grande investimento de Bloomberg em anúncios.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de