Bill Clinton deverá ter alta do hospital este domingo

O antigo presidente foi admitido no Centro Médico da Universidade da Califórnia em Irvine na terça-feira, devido a uma infeção do trato urinário que se transformou em septicemia.

O ex-presidente dos EUA Bill Clinton está a fazer "excelentes progressos" na recuperação da infeção que levou à sua hospitalização, na terça-feira, e poderá vir a ter alta este domingo, anunciou o seu porta-voz, Angel Ureña.

O ex-Presidente "continuou a fazer excelentes progressos nas últimas 24 horas", escreveu o porta-voz, num comunicado divulgado na sua conta oficial na rede social Twitter, cerca das 23h00 de sábado em Lisboa.

Clinton "permanecerá [internado] esta noite no Centro Médico da UC [Universidade da Califórnia] em Irvine para continuar a receber antibióticos por via intravenosa antes de ter alta, prevista para amanhã [domingo]", acrescentou Ureña.

Clinton, de 75 anos, está "ansioso por ir para casa muito em breve" e tem passado as horas com a família e a "ver futebol universitário" na televisão, disse o porta-voz.

O antigo presidente foi admitido no Centro Médico da Universidade da Califórnia em Irvine na terça-feira, devido a uma infeção do trato urinário que se transformou em septicemia (uma infeção na corrente sanguínea, que nos casos mais graves pode levar à morte), disseram fontes médicas aos meios de comunicação social nos Estados Unidos.

O porta-voz só confirmou a notícia do seu internamento na noite de quinta-feira, o que fez soar o alarme sobre o estado de saúde do antigo Presidente, que sofreu de vários problemas cardíacos no passado.

Em 2004 submeteu-se a um 'bypass' quádruplo e em 2010 a outra cirurgia cardiovascular, mas os médicos explicaram à CNN que o internamento não estava relacionado com problemas cardíacos.

De acordo com a equipa da Centro Médico da Universidade da Califórnia em Irvine, Clinton está na unidade de cuidados intensivos por razões de "segurança e privacidade".

Os médicos que tratam Clinton, Lisa Bardack e Alpesh Amin, disseram na quinta-feira que, "após dois dias de tratamento, a contagem de glóbulos brancos" de Clinton estava "a diminuir" e que o antigo Presidente norte-americano estava a "responder bem aos antibióticos".

Clinton, que vive em Nova Iorque, viajou na terça-feira para a Califórnia para participar num evento privado com a mulher, a antiga candidata presidencial Hillary Clinton.

Ali chegado, sentiu-se mal, pelo que foi ao hospital e foi internado no mesmo dia.

O Presidente dos EUA, Joe Biden, telefonou a Clinton na sexta-feira para lhe desejar uma "rápida recuperação", disse a Casa Branca.

Clinton, que foi Presidente dos Estados Unidos de 1993 a 2001, é um dos quatro ex-presidentes dos EUA ainda vivos, juntamente com Donald Trump (2017-2021), Barack Obama (2009-2017), George W. Bush (2001-2009) e Jimmy Carter (1977-1981).

Este último é, aos 97 anos, o presidente mais longevo da história dos EUA.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de