Biomolécula de anticorpos revelou-se "altamente eficaz a prevenir e tratar" infeções pelo novo coronavírus

Mais um potencial tratamento contra a Covid-19: investigadores norte-americanos estão a focar-se numa pequena componente dos anticorpos para desenvolver um novo medicamento.

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, isolaram "a biomolécula mais pequena de sempre" que "neutraliza completa e especificamente o vírus SARS-CoV-2".

Esta componente dos anticorpos, 10 vezes mais pequena do que um anticorpo de tamanho normal, foi usada para criar o medicamento Ab8, com potencial preventivo contra a Covid-19.

Segundo o relatório publicado na revista cientifica Cell esta segunda-feira, o Ab8 revelou-se "altamente eficaz a prevenir e tratar" infeções provocadas pelo novo coronavírus em ratos de laboratório e hamsters.

"Anticorpos de tamanho maior têm combatido outras doenças infecciosas e têm sido bem tolerados, o que nos dá esperança de que este possa ser um tratamento eficaz para pacientes com Covid-19", afirma John Mellors, coautor do estudo e responsável pela divisão de doenças infecciosas da Universidade de Pittsburgh.

O tamanho reduzido da biomolécula usada no Ab8 permite ainda que o medicamento seja administrado por vias alternativas à administração intravenosa, como por inalação ou injeção intradérmica. Mais importante, não se liga a células humanas, o que sugere que não terá efeitos colaterais perigosos.

Para encontrar esta componente dos anticorpos foi preciso "pescar numa piscina com mais de 100 mil milhões de potenciais candidatos usando o SARS-CoV-2 como isco", explica a Universidade de Pittsburgh.

O uso do chamado plasma convalescente, retirado de pacientes que recuperaram depois de terem sido infetados pelo SARS-Cov-2, e por isso rico em anticorpos, tem sido um dos potenciais tratamentos para a Covid-19 mais estudados.

Contudo, não há plasma suficiente para aqueles que podem precisar, e não está provado que esta terapeutica funcione. Já o uso de uma componente isolada de um ou mais anticorpos capazes de neutralizar o vírus SARS-CoV-2 podia facilitar a produção em massa.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de