Bolsa de Londres suspende cotação de quase 20 empresas russas

As empresas visadas são, entre outras, a gigante do gás Gazprom, o banco Sberbank, ou a petrolífera Lukoil.

A Bolsa de Valores de Londres suspendeu, esta quinta-feira, a cotação dos títulos financeiros de cerca de 20 empresas russas. A decisão surge na sequência da imposição de sanções à Rússia e é justificada como uma forma de assegurar as condições e o correto funcionamento do mercado.

"Como consequência das recentes sanções ligadas aos acontecimentos na Ucrânia, tendo em vista as condições do mercado e a preservação do correto funcionamento dos mercados, a Bolsa de Londres suspendeu a cotação dos instrumentos em questão", anunciou em comunicado citado pela AFP.

Os instrumentos financeiros não são ações, mas títulos de empresas estrangeiras, como, por exemplo, certificados ou recibos de depósito de empresas como a gigante do gás Gazprom, o banco Sberbank, ou a petrolífera Lukoil, entre outras.

Também foram afetadas companhias mineiras, agrícolas e financeiras. Os recibos de depósito do Sberbank, Lukoil e Gazprom, em particular, caíram nos últimos dias, após o início da invasão russa à Ucrânia e valiam apenas alguns cêntimos na tarde de quarta-feira.

Na quarta-feira à noite, a Bolsa de Valores de Londres também anunciou a retirada da Polymetal International e a Evraz do seu principal indicador. Estas duas empresas fazem parte do setor mineiro e têm uma importante exposição na Rússia.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de