Brasil fecha fronteiras para cidadãos de oito países da América do Sul

Só a fronteira com o Uruguai se mantém aberta.

O Governo brasileiro proibiu esta quinta-feira a entrada de cidadãos estrangeiros de oito países da América do Sul nas suas fronteiras, devido à pandemia de Covid-19, através de uma portaria divulgada numa edição extraordinária do Diário Oficial da União.

O texto inclui na lista de restrição excecional e temporária de entrada cidadãos da Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa (República Francesa), Guiana, Paraguai, Peru e Suriname, e informa que a proibição segue uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para tentar diminuir a circulação do novo coronavírus.

Pessoas destes oito países juntam-se assim aos venezuelanos, que desde esta quarta-feira estão proibidos de entrar no Brasil pela fronteira terrestre no estado de Roraima, localizado na região norte do país.

Hoje o Brasil registou a quinta morte causada pelo novo coronavírus, informação confirmada pela Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro.

O Brasil tem 428 casos confirmados e 11.278 casos suspeitos, informou o Ministério da Saúde brasileiro na quarta-feira. Até ao momento, o país sul-americano já descartou 1.841 casos suspeitos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 220 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.900 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 85.500 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 176 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de