Brasil volta a registar mais de mil mortos em 24 horas

Ainda está sob investigação a eventual relação de outros 2.445 óbitos com o novo coronavírus.

O Brasil voltou a ultrapassar a barreira dos mil mortos (1.113) em 24 horas devido à covid-19, totalizando agora 133.119 vítimas mortais desde o início da pandemia, informou na terça-feira o Ministério da Saúde.

O número de óbitos contabilizados na terça-feira está acima da média registada nas últimas três semanas no Brasil, que permanece abaixo de mil.

Atualmente, ainda está sob investigação a eventual relação de outros 2.445 óbitos com o novo coronavírus.

De acordo com o último boletim divulgado pela tutela da Saúde, o país sul-americano registou ainda 36.653 novos infetados nas últimas 24 horas, acumulando agora 4.382.263 casos confirmados.

Por outro lado, um consórcio formado pela imprensa brasileira, que decidiu colaborar na recolha de informações junto das secretarias de Saúde estaduais, indicou que o país registou mais 1.090 mortes e 34.755 novos infetados nas últimas 24 horas.

No total, o consórcio constituído pelos principais media do Brasil informou que o país contabiliza 4.384.299 casos e 133.207 mortos, desde o início da pandemia, registada oficialmente em 26 de fevereiro.

Contudo, os dados da imprensa não incluem o estado do Amapá, que não divulgou os seus números referentes a infeções e mortes decorrentes da covid-19.

A taxa de letalidade da covid-19 no Brasil, país lusófono mais afetado pela pandemia, está fixada em 3,0% e a taxa de incidência é agora de 63,3 mortes e de 2.085,3 casos por cada 100 mil habitantes.

No Brasil, 3.671.128 cidadãos já recuperaram da covid-19, enquanto que 578.016 estão sob acompanhamento médico.

Os estados de São Paulo (901.271), Bahia (285.448), Minas Gerais (255.606) e Rio de Janeiro (244.418) são os que apresentam o maior número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil.

Tendo em conta o número de óbitos, as unidades federativas mais afetadas são São Paulo (32.963), Rio de Janeiro (17.180), Ceará (8.739) e Pernambuco (7.914).

Geograficamente, o sudeste, que engloba São Paulo e Rio de Janeiro, é a região mais afetada, num total de 1.522.211 infeções e 59.843 vítimas mortais, sendo seguido pelo nordeste, que tem hoje 1.240.752 dos casos confirmados no país e 37.210 óbitos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 929.391 mortos e mais de 29,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de