Cada gota conta. Retirada relva do estado do Nevada devido à escassez de água

Relva será totalmente eliminada e substituída por árvores e plantas irrigadas por um sistema gota a gota.

As alterações climáticas estão a tornar a água cada vez mais escassa. Por isso, segundo uma nova lei do estado norte-americano do Nevada, a relva desta zona vai ser retirada na sua totalidade.

"Quando olhamos para a utilização de água ao ar livre no sul do Nevada, o paisagismo é o maior utilizador de água, e aí está incluída a relva", disse Bronson Mack da Autoridade da Água de Las Vegas, citado pelo canal de televisão CBS News.

Até ao momento já foram retirados cerca de 3,7 milhões de metros quadrados de relva das propriedades públicas e, de acordo com Mack, o que resta será completamente eliminado e substituído por árvores e plantas irrigadas por um sistema gota a gota.

Cada gota conta e, por essa razão, os investigadores em desperdício de água estão a fazer patrulhas pelos bairros do Nevada para perceber quem está a regar os seus terrenos e qual a quantidade de água que é desperdiçada.

O cenário de seca na região é tão evidente que o lago Mead, uma das principais fontes de água do Nevada, está a secar mais rápido do que nunca, sendo que alguns dos tubos que fazem o transporte deste recurso estão acima da linha de água.

Estas são mudanças climáticas que se repetem um pouco por todo o mundo, com o mês de julho de 2022 a ser o segundo mais quente de sempre: um mês com menos chuva e maior seca em grande parte da Europa Ocidental e do Sul.

Segundo os cientistas do sistema de satélites Copernicus, a seca afeta as economias locais e facilita a propagação e intensificação dos incêndios florestais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de