Caixa negra do avião ucraniano abatido em janeiro será lida na segunda-feira em Paris

O Irão tem estado em intensas negociações com a Ucrânia, o Canadá e outras nações que tinham passageiros a bordo do avião e que exigiram uma investigação minuciosa ao acidente.

A caixa negra do avião ucraniano que foi abatido por engano em janeiro pelas forças militares do Irão foi enviada para leitura em Paris, noticia este sábado a agência de notícias semioficial do Irão.

De acordo com a agência, a caixa negra do avião já seguiu para Paris, levada por funcionários judiciais e da aviação civil iranianas, e estará pronta para ser lida na segunda-feira na capital francesa.

O Irão abateu acidentalmente um Boeing 737-800, matando todos os 176 passageiros a bordo, depois de alegadamente ter confundido o aparelho com um míssil, em janeiro, na sequência de uma subida da tensão no país devido à morte do general Qasssim Soleimani, no princípio deste ano.

O Irão tem estado em intensas negociações com a Ucrânia, o Canadá e outras nações que tinham passageiros a bordo do avião e que exigiram uma investigação minuciosa ao acidente.

Inicialmente, o Irão disse que o avião caiu devido a problemas técnicos, só reconhecendo que foi abatido por um míssil lançado de terra alguns dias depois.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de