Canal televisivo pró-Trump pretende destronar Fox News nas audiências

Trump tem apelado aos seus apoiantes para optarem pela Newsmax em detrimento da Fox News.

O canal televisivo por cabo Newsmax garantiu um aumento das audiências após o Presidente dos EUA Donald Trump ter manifestado preferência por esta estação em detrimento da Fox News, até então a sua favorita.

Este canal privado tem insistido na existência de fraude nas eleições presidenciais de 3 de novembro, mas os críticos sugerem que o seu crescente número de espetadores está a ser manipulado por factos não confirmados, em particular em torno dos processos de recontagem dos votos em diversos estados após os processos judiciais apresentados pela campanha republicana.

O próprio Trump, que segundo a maioria dos media norte-americanos foi derrotado na corrida presidencial pelo rival democrata Joe Biden, tem apelado aos seus apoiantes para optarem pela Newsmax em detrimento da Fox News. De acordo com um recente estudo, a estação garantiu, no final de passada semana, uma média de 700.000 espetadores, sete vezes mais que a obtida antes do início do processo eleitoral.

Desta forma, as críticas de Trump surtiram efeito, com a Newsmax a repetir insistentemente as denúncias sem evidências de fraude eleitoral por parte do Presidente, segundo uma análise do canal televisivo CNN.

Christopher Ruddy, um jornalista proprietário da estação e amigo de Trump, já assegurou que a Newsmax "nunca será a Trump TV", mas admitiu que o ainda Presidente passe a apresentar um programa semanal após 20 de janeiro de 2021, o dia da tomada de posse do novo chefe de Estado, função que deverá ser atribuída a Biden pelo Colégio Eleitoral em meados de dezembro.

O objetivo, para além da projeção da imagem do ex-presidente e da "ideologia do trumpismo", consiste em ultrapassar em audiência a Fox News.

Trump começou a criticar a Fox News, há alguns meses, considerando que a estação não tem sido favorável na apreciação da sua política na Casa Branca e não escondeu a irritação de ver o canal a anunciar a eleição de Joe Biden, quando o Presidente ainda clamava por recontagem de votos.

De acordo com fontes citadas pelo jornal digital Axios, Trump quer agora "destruir a Fox", lançando um projeto de comunicação televisiva na internet.

"Ele quer destruir a Fox. Não tenho dúvidas disso", disse na passada semana uma fonte próxima do Presidente, citada pelo Axios.

A tendência crescente da Fox News de rejeitar as alegações de "fraude eleitoral" feitas pelo Presidente, por as considerar falsas, irritou ainda mais Trump e alguns dos seus seguidores começaram a deixar de referir o canal, por ele não replicar os argumentos dos republicanos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de